Voando alto, mas sem pressa

Cantora mostra sucessos e aperitivo do disco novo no Mercado das Borboletas, antes da segunda turnê no exterior

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Disco. Tulipa Ruiz admite ter canções novas, mas só vai se dedicar às gravações do novo disco no ano que vem, após turnê no exterior
Rodrigo Schmidt
Disco. Tulipa Ruiz admite ter canções novas, mas só vai se dedicar às gravações do novo disco no ano que vem, após turnê no exterior

Dois anos sem gravar nada novo, ansiedade de fãs e da mídia, mas Tulipa Ruiz parece pensar seus discos como canta suas canções: com uma alegria manhosa que não combina com a pressa. De malas prontas para zarpar para a segunda turnê pela Europa e agora também pela Ásia, a cantora nascida em São Paulo, mas criada em Minas Gerais, sobe ao palco do Mercado das Borboletas hoje à noite para mostrar músicas dos seus dois álbuns, além de desfilar alguns aperitivos sonoros do próximo disco, previsto para chegar às lojas na metade do ano que vem.

Sem se preocupar com o jejum, Tulipa parece trilhar a carreira por um caminho programado e sem desvios, ainda que sua voz oscile de forma envolvente do rock à MPB. “No início, foi assim também. Me cobraram discos logo depois de eu lançar o primeiro. Mas tenho meu tempo onde as coisas acontecem, amadurecem e fluem. É preciso absorver influências também, não dá apenas para produzir sem pensar na qualidade, no sentimento”, diz. Há dois anos, o pensamento era o mesmo quando ela estourou com o disco de estreia “Efêmera” (2010) e amadureceu em seguida com “Tudo Tanto” (2012): na época, também embarcou para uma turnê por Inglaterra e Portugal, quando foi chamada de “a próxima grande celebridade do Brasil” pela imprensa britânica.

Agora, após os mesmos dois anos de entressafra de discos, ela prepara novamente uma viagem para uma série de shows em dezembro, que incluem Itália, Dinamarca, Argentina, Colômbia, Estados Unidos, França, além de Portugal e Inglaterra novamente no roteiro. Acompanhada da banda-família, que tem Gustavo Ruiz como principal parceiro nas composições (guitarra/irmão), Luiz Chagas (guitarra/pai), Márcio Arantes (baixo e programação) e Caio Lopes (bateria), a intenção da série de shows é mostrar sucessos como “Só Sei Dançar com Você” e “Do Amor” com roupagens diferentes. “No show de hoje e nessa turnê que vamos fazer lá fora, usamos programação, mudamos alguns arranjos com um groove mais moderno. São pitadas do novo que estão por vir”, diz.

ELETRÔNICA. A cantora ainda vai aproveitar para mostrar ao vivo a recente “Megalomania”, descrita pela própria Tulipa Ruiz como “single de verão para tocar em festinhas”. A música composta por todos os integrantes da banda deve fazer parte do novo disco e vai ganhar clipe colaborativo com vídeos dos fãs ainda neste mês. “Gravamos essa música de brincadeira, por causa de uma piada do nosso baixista que iria tocar com um amplificador muito grande e perguntou se não estava sendo megalomaníaco. Mas acho que ele tem a veia eletrônica que tenho tido preferência”, revela.

Tulipa ainda leva ao público mineiro o que ela chama de “compacto de entressafra”, gravado com as primeiras ideias sonoras que dão sinal do que deve vir no seu novo trabalho. No caso, o recente EP “Tulipa Remixes” (R$ 40), lançado pela Pommelo Distribuições em vinil vermelho, como objeto de colecionador para os fãs. No lado A, a canção “Aqui” ganhou remix de Rica Amabis e um rap de BNegão, enquanto no lado B, “Víbora” foi submetida à programação eletrônica ousada de Daniel Ganjaman. “O EP é uma pincelada de criatividade, uma amostra do que pode nascer. É um bom exercício que eu não tinha praticado dessa forma ainda, mas que contribui bastante para o processo de criar um disco totalmente novo”, avalia.

CONEXÃO. Como parte do Conexão BH, os DJ’s Corisco Dub, Face 3, Toninho Balck e Palomita agitam as pick-ups do Mercado das Borboletas, antes de Tulipa Ruiz. Entre as discotecagens, shows com o mineiro Victor Magalhães e o paraense Felipe Cordeiro, além da banda de funk e soul Cromossomo Africano e os blocos Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro e Baile da Saudade. Fechando os shows de hoje, Gustavito se apresenta de graça, às 20h, na Casa do Jornalista (avenida Álvares Cabral, 400, centro).

Agenda

O quê. Show Tulipa Ruiz

Quando. Hoje, às 22h

Onde. Mercado das Borboletas (avenida Olegário Maciel, 742)

Quanto. R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave