Sánchez teme arbitragem contra o Brasil e pede ‘coração’ para o Chile

Artilheiro chileno espera que seus companheiros mostrem muita raça e vontade no Mineirão

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Alexis Sánchez deseja ver muito empenho de toda a equipe chilena contra o Brasil no Mineirão
LÉO FONTES/O TEMPO
Alexis Sánchez deseja ver muito empenho de toda a equipe chilena contra o Brasil no Mineirão

O erro de arbitragem de Yuichi Nishimura a favor do Brasil na primeira rodada da Copa do Mundo ainda dá o que falar. Na entrevista coletiva desta quinta-feira, o artilheiro do Chile Alexis Sánchez fez questão de elogiar a equipe canarinho, adversário deste sábado pelas oitavas de final, mas deixou escapar que teme a arbitragem da partida.

“Para mim o melhor elenco é do Brasil. Estou muito contente em jogar contra o Brasil. O que mais me preocupa é a arbitragem. Estou contente em jogar contra o Neymar e Dani Alves. É desfrutar a partida.

É mostrar que podemos ir com tudo. Eles têm grandes jogadores e temos de ir bem”, disse Sánchez. Para não precisar contar com a ‘boa vontade’ da arbitragem na Copa do Mundo, o artilheiro chileno pede muita raça e amor à nação.

“A partida de sábado vai ser um jogo de ‘quem aguenta mais’. No nosso time todo mundo corre por todo mundo, é dar o coração. É jogar com o coração”, completou.

O duelo das oitavas de final entre Brasil e Chile está marcado para as 13h deste sábado, no Mineirão.

Leia tudo sobre: chileselecao chilenaarbitragemarbitrojuiz