Inhotim adia inauguração de pavilhões de Claudia Andujar e Eliasson

Segundo a assessoria de imprensa do megamuseu, os projetos foram adiados por problemas de orçamento

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dois novos pavilhões que seriam inaugurados em setembro no Instituto Inhotim, o megamuseu de arte contemporânea do empresário Bernardo Paz nos arredores de Belo Horizonte, tiveram a data de abertura adiada para abril do ano que vem.

Os espaços dedicados à obra da artista suíço-brasileira Claudia Andujar e um prédio-instalação do dinamarquês Olafur Eliasson seriam os grandes destaques do museu neste ano. Segundo a assessoria de imprensa do Inhotim, os projetos foram adiados por problemas de orçamento.

Em setembro, quando o Brasil recebe um grande número de curadores e críticos de arte que vêm à Bienal de São Paulo e à feira ArtRio, o museu mineiro inaugura uma mostra do artista norte-americano Carrol Dunham e reabre a galeria Lago, que passou por reformas.

Nesse espaço, ficarão obras de artistas como a romena Geta Bratescu, do tcheco Dominik Lang e do filipino David Medalla.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave