Mercedes liga sinal de alerta após bom desempenho da Willians

Niki Lauda, diretor da equipe alemã, dona de sete vitórias nas oito corridas disputadas nesta temporada da F-1, se mostrou preocupado com concorrente

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

O bom desempenho da Williams no último final de semana fez a Mercedes ligar o sinal de alerta. Pelo menos é isso o que acredita Niki Lauda, diretor da equipe alemã, dona de sete vitórias nas oito corridas disputadas nesta temporada da F-1.

"Nossos adversários estão se aproximando e nosso sinal de alerta começou a tocar", afirmou Lauda, depois de ver a Mercedes não colocar ao menos um de seus carros na primeira fila de um grid de largada pela primeira vez no ano no GP da Áustria, no domingo passado.

Na ocasião, Felipe Massa fez a pole position e Valtteri Bottas, seu companheiro de Williams, ficou em segundo no grid. A Mercedes mais bem colocada foi a de Nico Rosberg, em terceiro. "Se ligamos o sinal de alerta na hora certa temos tempo de corrigir as coisas. Se você se acomoda, o que não queremos fazer, você acaba perdendo a chance. Justamente por isso vamos continuar trabalhando firme no desenvolvimento do carro", completou Lauda.

Em Spielberg, no domingo, Massa e Bottas lideraram as primeiras voltas da corrida até que, após a primeira janela de pit stops, Rosberg assumisse a liderança da corrida, seguido, mais tarde, por seu companheiro de time, Lewis Hamilton.

No fim, o alemão ganhou pela terceira vez no ano, seguido por Hamilton, o que fez com que a Mercedes chegasse a sua sexta dobradinha em oito corridas disputadas neste ano. Com o resultado, Rosberg ampliou de 22 para 29 pontos sua vantagem no Mundial de Pilotos deste ano sobre Hamilton, o segundo colocado.

Segundo Lauda, caso o inglês não consiga um bom resultado na próxima etapa do campeonato, no dia 6, em Silverstone, sua situação pode começar a ficar complicada."Sei que ele vai continuar lutando, mas não é segredo que o resultado em Montréal foi um desastre para Lewis", disse Lauda sobre a corrida em que Hamilton teve de abandonar por problemas em seu carro."Acho que ele vai estar extremamente motivado para correr em Silverstone, especialmente para tentar reduzir esta diferença de pontos. Estou ansioso por esta corrida e para ver a disputa entre nossos dois pilotos."

Leia tudo sobre: FÓRMULA 1