Jornalista russo cobra empenho de técnico da Bélgica

Repórter queria garantias de que a Bélgica vai jogar com seriedade diante da Coreia do Sul, nesta quinta-feira

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Marc WIlmots faz excelente trabalho no comando da seleção belga
REPRODUÇÃO/UEFA
Marc WIlmots faz excelente trabalho no comando da seleção belga

O técnico da Bélgica, Marc Wilmots, passou por dois momentos constrangedores durante sua entrevista coletiva, no Itaquerão, na noite dessa quarta-feira (25). Primeiro teve de explicar o atraso de 30 minutos do início da entrevista. Culpou o trânsito na vinda de Mogi das Cruzes, onde a equipe está no resort Paradise, até o Itaquerão, zona leste de São Paulo. "Demoramos quase 1h30 para chegar ao estádio e consequentemente atrasamos o início do treino e as entrevistas coletivas", disse o treinador Wilmots. Depois, o treinador foi cobrado por um jornalista russo. O repórter queria garantias de que a Bélgica vai jogar com seriedade diante da Coreia do Sul, nesta quinta (26), às 17h, no Itaquerão. A pergunta arrancou risadas dos demais jornalistas na sala de imprensa. A Rússia, também no Grupo H, duelará no mesmo horário com a Argélia. Uma derrota ou empate dos sul-coreanos aliado a uma vitória russa colocará a equipe nas oitavas de final. "Sempre damos 100% em todos os jogos, isso não vai mudar. Não precisa me cobrar. Vamos buscar a vitória para terminar a fase de grupos com o melhor aproveitamento", prometeu Wilmots. Por fim, o técnico ainda reclamou de, na mesma entrevista, alguns jornalistas cobrarem mais espetáculo da Bélgica e outros elogiarem as atuações da equipe no Mundial. "Tenho falado muito sobre esse assunto. Alguns veem de uma forma e outros não. Para mim, o importante é conseguir os resultados. Nessa fase, temos de passar da melhor forma possível às oitavas. Depois vamos lutar para ficar vivos no mata-mata", afirmou o treinador. A Bélgica tem seis pontos no Grupo H e já está classificada. Com um empate, a equipe garantirá a primeira colocação e terá como adversário o segundo colocado do grupo de Alemanha, EUA, Gana e Portugal.

Leia tudo sobre: copa do mundojornalistarussocobraempenhoBélgicabelgicajogo