Técnico da Bélgica diz que grama do Itaquerão está alta, mas elogia

Comentários de Wilmots surgem três dias após Jorge Sampaoli reclamar do gramado do estádio paulista, na véspera de enfrentar a Holanda

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Marc Wilmots pisou pela primeira vez no Itaquerão, na tarde dessa quarta-feira (25). E gostou. O treinador da Bélgica, que já disputou três Copas do Mundo como jogador (1994, 1998 e 2002), elogiou o gramado do estádio paulistano, palco do jogo contra a Coreia do Sul, nesta quinta (26), às 17h. A única ressalva foi com a altura da grama. "Está um pouco alta, mas ela será cortada. São detalhes que fazem a bola rolar mais. Adorei o gramado", disse o treinador da Bélgica. Os comentários de Wilmots surgem três dias após o técnico do Chile, Jorge Sampaoli, reclamar do gramado do Itaquerão, na véspera de enfrentar a Holanda, no estádio. Na ocasião, Sampaoli disse que o gramado estava muito degradado e que por isso abriu mão de treinar no local no dia anterior ao jogo - a Fifa só obriga que as entrevistas sejam no local na véspera. Outros estádios também tiveram problemas com gramado. Já foram listados como problemáticos os gramados do Maracanã (Rio), Beira-Rio (Porto Alegre), Arena Amazônia (Manaus), Arena das Dunas (Natal), Arena da Baixada (Curitiba) e Mané Garrincha (Brasília).

Leia tudo sobre: belgicaBélgicacopa do mundotecnicofalagramado