Feroz Suárez

iG Minas Gerais |

O Uruguai, em mais uma vitória heroica, eliminou a Itália. Tecnicamente, foi uma partida fraca e violenta. Suárez, mais uma vez, deu uma mordida no adversário. Absurdo! Deveria ser eliminado da Copa. Não podemos contemporizar porque o Uruguai é um país vizinho, querido e tem um presidente que admiramos. A Colômbia, com muitos reservas, ganhou facilmente do Japão. Eu esperava muito mais dos japoneses. O time corre muito, troca passes, cria chances de gol, mas perde. São muito afobados nas finalizações. Os jogadores precisam muito mais de orientação técnica, individual, do que tática. Isso eles já fazem bem. Não me surpreendeu a vitória da Grécia sobre a Costa do Marfim. Os africanos cometem erros graves. Ontem, a Argentina confirmou o primeiro lugar, contra a Nigéria, com dois gols de Messi. O time argentino, como o brasileiro, tem virtudes e deficiências, individuais e coletivas. Depende demais de Messi, como o Brasil de Neymar. Hoje, a Alemanha, praticamente classificada, mesmo se perder, enfrenta o bom time dos Estados Unidos. Um empate classifica os dois. Não há possibilidade de marmelada, pois é importante ser o primeiro do grupo. Com a provável escalação, desde o início, do excepcional Schweinsteiger, Lahm deveria ir para a lateral, já que o time tem um zagueiro improvisado nessa posição. O lateral-esquerdo também é fraco. As chances de Gana são pequenas, e as de Portugal, raríssimas. A Bélgica, mesmo classificada, não correspondeu às expectativas. O time é bom, mas não tem nada de especial, a não ser o meia Hazard. A Rússia decepcionou nos dois primeiros jogos, mas hoje pode ainda se classificar. Colômbia e Uruguai fazem um dos jogos das oitavas de final. Quem vencer enfrenta Brasil ou Chile. É a Copa América dentro da Copa do Mundo. Está garantido um sul-americano nas semifinais do Mundial.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave