PSD de Kassab se alinha ao PT

iG Minas Gerais |

Presidente Dilma afirmou que não promoverá campanha negativa
Elza Fiuza/Agência Brasil
Presidente Dilma afirmou que não promoverá campanha negativa

Brasília. Em convenção nacional realizada ontem em Brasília, o PSD oficializou apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. A decisão contou com 108 dos 114 votos em disputa. O PSD é o quinto partido a formalizar a adesão à campanha da petista. Além da legenda, PT, PMDB, PDT e PROS já confirmaram nos últimos dias o ingresso na aliança.  

Presente à convenção, Dilma afirmou que não promoverá uma “campanha negativa” durante a disputa eleitoral. A declaração demonstra uma alteração na estratégia adotada pelo PT no programa partidário que foi ao ar em rede nacional em maio. Na ocasião, o PT recorreu ao discurso de que era preciso evitar os “fantasmas do passado”, em alusão indireta ao PSDB.

“Uma candidatura que tem muito o que mostrar não precisa fazer campanha negativa. Quem precisa fazer campanha negativa é quem não tem projetos, propostas para o país. Quem precisa fazer campanha negativa é quem não tem o que mostrar”, afirmou.

Dilma também ressaltou que a campanha presidencial deverá exigir “muito de cada um” e que os integrantes da base aliada não poderão aceitar provocações dos adversários. “A campanha vai exigir principalmente serenidade para que não aceitemos provocações, que buscam rebaixar nível do debate e acirrar antagonismo”, afirmou. A presidente também adotou o mote da necessidade da construção de um ciclo “mais amplo e duradouro”. “Provamos que somos os mais capazes para continuar mudando o Brasil para melhor”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave