Investimentos chegam a R$ 7,1 bi

iG Minas Gerais | Juliana Gontijo |

No total, a Concebra ficará com 1.176,5 km, compreendendo 630,2 km da BR –060 e da BR–153, desde os arredores de Brasília até a divisa de Minas com São Paulo, somados a 546,3 km da BR-262, que vão do entroncamento com a BR-153/MG, em Frutal, ao entroncamento com a BR-381, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.  

Todo o trecho atravessa 48 municípios nos Estados de Minas Gerais e Goiás, além de Brasília. “Hoje, temos 1,5 mil homens nos 1.176 quilômetros realizando diversos serviços, como sinalização e tapa-buracos”, explica o diretor-presidente da Concebra, Odenir José Sanches.

A concessão se dará por 30 anos, com investimentos da ordem de R$ 7,1 bilhões, sendo por volta de R$ 4 bilhões já serão aplicados nos cinco primeiros anos.

Os investimentos contam com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “É condição licitatória que tenha uma carta do BNDES. Cerca de 70% a 80% dos recursos são oriundos do banco”, explicou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave