Ganhos dos bancos aumentam com o empréstimo caro

iG Minas Gerais |

São Paulo. Os ganhos dos bancos aumentaram com a alta das taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras, segundo dados divulgados ontem pelo Banco Central. Os juros cobrados nos empréstimos para pessoas físicas chegou a 42,5% ao ano, 0,5 ponto percentual a mais do que em abril. O spread bancário, que é a diferença entre os juros pagos pelos bancos e o que eles cobram dos clientes, atingiu a marca de 18,9% em janeiro e foi subindo constantemente e alcançou 20,7% em maio. Além disso, o prazo médio de concessão de crédito baixou de 37,3 meses em abril para 34,5 meses em maio. “Essa deterioração das condições de financiamentos em geral no País deve gerar uma redução do ritmo de concessão de crédito total em dezembro, no acumulado em 12 meses”, ponderou o economista da LCA Wemerson França.

Nas operações com recursos direcionados, ou seja, aquelas em que as taxas de juros são determinadas pelo governo, houve aumento de 0,2 ponto percentual, para 7,9% ao ano, o que também aumentou os ganhos dos bancos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave