Após liminar, manifestantes prometem ato em dia de jogo da seleção

Passeata será realizada no próximo sábado, quando acontece em Belo Horizonte a partida entre Brasil e Chile pelas oitavas de final da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Cidades - Belo Horizonte, Mg. 
PROTESTO ANTICOPA NA PRACA SETE
PM fecha praca Sete com seis militares para cada um manifestante

Fotos: GUSTAVO BAXTER / O TEMPO - 14.06.2014
GUSTAVO BAXTER/ O TEMPO
Cidades - Belo Horizonte, Mg. PROTESTO ANTICOPA NA PRACA SETE PM fecha praca Sete com seis militares para cada um manifestante Fotos: GUSTAVO BAXTER / O TEMPO - 14.06.2014

Após três horas de conversa, manifestantes decidiram na Assembleia Popular Horizontal, na noite desta quarta-feira (25), na praça da Estação, pela realização de uma nova manifestação contra a Copa do Mundo marcada para o próximo sábado (28). Na data escolhida, Belo Horizonte que é uma das cidades-sede da Copa do Mundo irá receber o jogo entre Brasil e Chile pelas oitavas de  final do Mundial.

Ficou acordado que os manifestantes irão se encontrar às 10h na praça Sete, no Centro de Belo Horizonte, de onde irão sair em passeata até a Savassi, na região Centro-Sul da capital. “Acho importante retomarmos com a marcha, já que depois do último protesto em que a polícia fez um cerco os manifestantes não conseguiram sair do lugar”, declarou a advogada da Frente Única de Defesa dos Manifestantes, Isabela Corby.

Ainda de acordo com Isabela, os participantes da assembleia decidiram fazer o ato antes da partida da seleção brasileira para tentar dialogar com a população e conseguir atrair mais pessoas para o movimento.

Os 100 manifestantes que compareceram a assembleia decidiram que durante a marcha serão realizadas intervenções artísticas para a atenção da população.

Entenda

Na manifestação do dia 14, a Polícia Militar (PM) adotou a estratégia de disponibilizar seis homens para cada manifestante. Assim uma espécie de "cerco" foi formado por militares na praça Sete, no coração de Belo Horizonte. Desta vez, não houve registro de conflitos. O comando da Polícia Militar da capital informou, no mesmo dia, que não restringiu o direito de ir e vir dos participantes do protesto. Na segunda-feira (23), a Justiça expediu uma liminar que determina que a PM não impeça a realização de manifestações populares de questionamento à Copa do Mundo em Belo Horizonte. O Governo de Minas informou, por meio de nota, que irá decidir nesta quinta-feira (25) se irá ou não recorrer a liminar.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave