Manifestantes acusam PM de abuso de poder e prometem protesto

Ato será realizado na avenida Afonso Pena, na altura do bairro Funcionários, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, às 17h

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Manifestação promete fechar avenida Afonso Pena nesta quinta-feira (26)
Reprodução
Manifestação promete fechar avenida Afonso Pena nesta quinta-feira (26)

Cartazes espalhados pelo Centro de Belo Horizonte chama a população para uma manifestação contra a prisão de participantes de movimentos durante protestos na capital. O ato está programado para esta quinta-feira (26) e ponto de encontro será na avenida Afonso Pena, na altura do bairro Funcionários, às 17h.

Em um dos cartazes, aparece a denúncia de que a repórter Karinny Rodrigues, 19, do grupo Mídia Ninja, teria sido presa e espancada pela Polícia Militar (PM) até perder a consciência. A jovem foi presa no protesto realizado no dia 12 sob acusação de depredação. Ela foi ouvida e liberada.

Na ocasião, um grupo invadiu o prédio do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) e danificou uma viatura da Polícia Civil.

Já na manifestação do dia 14, a Polícia Militar (PM) adotou a estratégia de disponibilizar seis homens para cada manifestante. Assim uma espécie de "cerco" foi formado por militares na praça Sete, no coração de Belo Horizonte. Desta vez, não houve registro de conflitos. O comando da Polícia Militar (PM) da capital informou, no mesmo dia, que não restringiu o direito de ir e vir dos participantes do protesto.

Na segunda-feira (23), a Justiça expediu uma liminar que determina que a PM não impeça a realização de manifestações populares de questionamento à Copa do Mundo em Belo Horizonte. O Governo de Minas informou, por meio de nota, que irá decidir nesta quinta-feira (25) se irá ou não recorrer a liminar.

Atualizada às 22h41

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave