Fracassos italianos "atingem" técnico do Japão, que anuncia saída

Depois do fiasco da Azurra e da saída de Prandelli, treinador italiano Alberto Zaccheroni entrega o cargo na seleção nipônica por campanha aquém do esperado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

undefined

A Copa do Mundo, definitivamente, não foi nada produtiva para os italianos, tanto dentro das quatro linhas quanto no comando técnico. Depois da queda da Azurra na primeira fase e do pedido de demissão do técnico Cesare Prandelli, foi a vez do treinador do Japão, o italiano Alberto Zaccheroni, anunciar a sua saída do cargo devido a eliminação japonesa precoce e o baixo rendimento de seus comandados em campo.

“Meu desejo era fazer a equipe avançar na fase de grupos e se classificar para as oitavas de final, mas fiquei muito decepcionado. Escolhi minha equipe, decidi a tática e a maneira de jogar, por isso assumo toda a responsabilidade”, declarou.

Zaccheroni deixa o cargo após quatro anos no comando do selecionado nipônico. Ele assumiu o cargo em 2010, conquistando a Copa da Ásia no ano seguinte, em cima da Austrália. A expectativa do treinador e dos japoneses era de que a seleção do Japão fosse uma das surpresas da Copa do Mundo do Brasil, o que acabou não acontecendo. 

Leia tudo sobre: Copa do Mundoitalianosdemissaotreinadorjapaoalberto Zaccheroni