Pessimista, advogado alega: 'boca do atacante bateu no italiano'

Alejandro Balbi afirmou que atacante uruguaio está sendo vítima de uma 'caçada'

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Mordida de Suárez rende piadinhas na internet
Reprodução
Mordida de Suárez rende piadinhas na internet

O advogado de Luis Suárez viajou para o Rio para defender o atacante, mas se mostrou pessimista com o caso apesar de ter negado que o seu cliente tenha mordido um zagueiro italiano durante a partida.

Para Alejandro Balbi, que foi até o comitê da Fifa ao lado do chefe da delegação uruguaia, Wilmar Valdez, o antepassado do jogador e a pressão de italianos e ingleses só pioram a situação de seu cliente.

Suárez mordeu o zagueiro italiano Chiellini durante o confronto na Arena das Dunas, terça (24), em Natal. O árbitro não viu a cena e nada marcou.

O atacante uruguaio tem em seu histórico outras duas mordidas, uma na Holanda, quando defendia o Ajax, e outra na Inglaterra, pelo Liverpool, seu atual clube.

Balbi classificou o caso de "caçada". "Não temos dúvidas que isto só aconteceu porque é o Suárez e porque a Itália foi eliminada", afirmou o advogado. Ao ser questionado se a mordida foi intencional, Balbi disse um sonoro "não". "A boca do Suárez bateu no ombro do jogador da Itália", disse.

Depois da partida, Suárez negou que tenha mordida Chiellini. "São situações que acontecem no jogo. Ele me bateu com o ombro", afirmou o uruguaio.