Coreia do Norte ameaça EUA caso filme de comédia não seja proibido

'The Interview', de Seth Rogen e James Franco, mostra a história de dois jornalistas recrutados pela CIA para assassinar o líder coreano Kim Jong-un

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Divulgação
undefined

A Coreia do Norte promete uma resposta 'dura e sem piedade' caso os Estados Unidos não proíbam a exibição do filme de comédia 'The Interview' (A Entrevista, em tradução livre). Estrelado por Seth Rogen e James Franco, a produção conta a história de dois jornalistas que tentariam assassinar o líder do país, Kim Jong-un. 

De acordo com o porta-voz oficial do governo coreano, a liberação do filme seria considerada um 'ato de guerra'. A estreia, nos Estados Unidos, está prevista para o dia 14 de outubro e ainda não tem data para exibição no Brasil.

Os produtores do filme afirmam que a peça irrita tanto o regime coreano porque 'toca no sistema nervoso' do país, além de zombar da paranoia e da forma satírica como Kim Jong-un se relaciona com a população.

No filme, Seth Rogen e James Franco são dois jornalistas de TV que conseguem uma entrevista exclusiva com o líder norte-coreano. Mas antes de viajarem ao país, a CIA os recruta para assassinar Kim Jong-un.

A agência oficial da Coreia do Norte, a KCNA, afirmou que o filme começou uma 'onda de ódio e violência' entre os coreanos e seus soldados. Apesar disso, a nota diz que 'provavelmente nenhum coreano conhece ou sabe da existência do filme'.

 

Confira o trailer, em inglês, de 'The Interview': 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave