Delegados mineiros protestam em frente à ALMG

Categoria faz nesta quarta-feira (25) mais uma paralisação de 12 horas; apenas emergências serão atendidas nas delegacias

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Hall da ALMG ficou lotado de delegados nesta quarta-feira (25)
Sindepominas/Divulgação
Hall da ALMG ficou lotado de delegados nesta quarta-feira (25)

Com cartazes e gritos de ordem, os delegados da Polícia Civil de Minas Gerais fazem um ato, na tarde desta quarta-feira (25), em frente a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A categoria faz uma paralisação até as 20h,  com objetivo de pressionar o governo do Estado, que ainda não teria iniciado as negociações. 

Cerca de 300 delegados estão presentes no hall e na porta da ALMG. Nas faixas, a categoria afirma que recebe o pior salário do país. "O PSDB não quer apuração de crimes. Delegados de Minas recebem o pior salário do Brasil", "Governo que não respeita a polícia, não respeita o cidadão" e "Em Minas Gerais bandido bom é bandido solto" são algumas das frases estampadas pelos policiais.

O anúncio da paralisação foi feito com antecedência pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado (SindepoMinas). De acordo com o presidente do sindicato, Marco Antônio de Paula Assis, faltou uma resposta. “Não fomos tratados com o devido respeito nas nossas negociações. O pleito que ficou sem resposta é sobre o reenquadramento de tabelas dos delegados iniciais e primeira classe intermediária para resolver uma distorção na carreira, já que há carreiras subalternas a estes delegados dentro da Polícia Civil que ganham mais que delegado em início de carreira”, explicou.

Ainda segundo Assis não há indicativo de greve na categoria. “A reunião de amanhã é para mostrar o nosso descontentamento com o tratamento recebido pelo governo do Estado, não é mais um momento de reivindicações. O governo conhece todas elas, todos os nossos pleitos já foram colocados na mesa”, disse.

A paralisação desta quarta terá duração de 12 horas, de 8h às 20h. A reunião dos cerca de 300 delegados acontece na ALMG desde 14h, segundo o Sindepominas.  O sindicato ainda fez questão de ressaltar que, durante a paralisação, apenas casos de urgência, emergência e relevância social são atendidos. 

No próximo dia 2 de julho uma nova paralisação dos delegados mineiros deverá acontecer, sendo que, desta vez, a concentração dos delegados acontecerá em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Atualmente, Minas conta com cerca de 1.260 delegados em todo o Estado. 

Governo

Procurado por O TEMPO, o Governo de Minas emitiu uma nota sobre o assunto. "Conforme resolução conjunta da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) n° 9124/2014, publicada no Diário Oficial do Estado – jornal “Minas Gerais” do dia 7 de junho, foi instituído o grupo de trabalho responsável pela elaboração do estudo de viabilidade de implantação de subsídio para a carreira de Delegado de Polícia", dizia o texto.

Ainda conforme o governo, o cronograma de atividades do grupo de trabalho já foi definido e a reunião inicial está agendada para o dia 3 de julho. 

Leia tudo sobre: GREVEDELEGADOSPROTESTOASSEMBLEIASINDEPOMINAS