Marinha suspende parcialmente as buscas por mexicano que caiu de navio

De acordo com o 3º Distrito Naval da Marinha, as buscas não estão suspensas; aeronaves e a embarcação retornaram apenas para serem abastecidas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Marinha suspendeu parcialmente nesta quarta-feira (25) as buscas para localizar o turista mexicano que desapareceu após se jogar do navio onde estava, na costa do Rio Grande do Norte.

O navio da Marinha e os dois aviões da Força Aérea Brasileira que faziam as buscas havia seis dias retornaram às bases em Natal e Salvador para fazer o reabastecimento e a manutenção dos equipamentos. Os órgãos ficarão de sobreaviso à espera de sinais emitidos por alguma embarcação sobre o paradeiro do mexicano.

De acordo com o 3º Distrito Naval da Marinha, as buscas não estão suspensas. As aeronaves e a embarcação retornaram apenas para serem abastecidas.

Jorge Alberto Lopez Amores, 29, viajava a bordo do navio MSC Divina e caiu no mar. Segundo imagens divulgadas pela PF, o turista se jogou da embarcação.

Nas buscas, o navio da Marinha percorreu cerca de 28 mil quilômetros quadrados e as aeronaves somaram 58 horas voo.

Lopez viajava no transatlântico para o Recife, quando teria pulado do 15º andar da embarcação, nas proximidades do Cabo Calcanhar, no Rio Grande do Norte.

As investigações da Polícia Federal apontam que o turista se atirou ao mar após consumir grande quantidade de bebida alcoólica. O mexicano estava acompanhado de outros 3.500 compatriotas que foram ao Recife assistir ao jogo do México contra a Croácia, na última segunda-feira (23).

Ao todo, cem militares estão envolvidos na busca pelo turista mexicano. A Marinha entrou em contato com 200 navios que cruzaram o perímetro em que ocorreu o incidente, mas não foram localizados sinais do passageiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave