PSDB confirma convite a Kassab como candidato da coligação ao Senado

Presidente tucano disse que o convite está mantido, mesmo com a possibilidade do PSD lançar um nome próprio ao governo de São Paulo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Kassab é condenado à perda dos direitos políticos por três anos
Kassab é condenado à perda dos direitos políticos por três anos

O presidente do PSDB em São Paulo, deputado federal Antonio Duarte Nogueira Júnior, confirmou nesta quarta-feira (25) o convite ao presidente nacional do PSD, o ex-prefeito da capital paulista Gilberto Kassab, para ser o candidato da coligação tucana ao Senado no Estado.

Nogueira disse que o convite está mantido, mesmo com a possibilidade do PSD lançar um nome próprio ao governo de São Paulo, no caso, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, conforme anunciado nesta manhã pelo próprio Kassab em Brasília.

O deputado acompanhou o governador Geraldo Alckmin (PSDB) em São Carlos (232 km de São Paulo) para uma agenda de inaugurações. Alckmin não quis comentar a possibilidade de Meirelles ser seu adversário na eleição, mas disse que Kassab é "um bom nome" para o Senado.

"Kassab é um bom nome para o Senado pela coligação. Ele tem capacidade para isso", disse Alckmin. "Esperamos que o PSD indique um nome, no caso o do Kassab, para concorrer ao Senado pela nossa coligação", afirmou Duarte Nogueira.

A coligação tucana vai incluir o PSB, que deve ficar com a vaga do candidato a vice-governador. Na segunda-feira (23), Alckmin afirmou que o partido é um aliado importante "do ponto de vista pragmático" na sua campanha pela reeleição.

O nome mais cotado do PSB para ser vice de Alckmin é o deputado Márcio França, ex-prefeito de São Vicente (SP) e ex-secretário de Turismo de São Paulo. Foi ele quem convenceu o presidente nacional do partido e ex-governador do Pernambuco, o candidato à Presidência Eduardo Campos, a fechar com o PSDB.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave