STF arquiva inquérito contra senador Jader Barbalho

No processo, a defesa do peemedebista alegou que um empregado da empresa era responsável pela contratação dos trabalhadores, que construíram uma cerca na propriedade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Jader Barbalho renunciou ao Senado para não perder mandato
ERALDO PERES/AP PHOTO
Jader Barbalho renunciou ao Senado para não perder mandato

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta quarta (25) denúncia do Ministério Público contra o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), acusado de contratar trabalhadores em condição análoga à trabalho escravo. Os ministros entenderam que não ficou comprovada a participação do parlamentar nos fatos.

De acordo com a acusação, em 2008, fiscais do Ministério do Trabalho encontraram trabalhadores de forma irregular em uma fazenda da empresa Agropecuária Rio Branco, de propriedade do senador. A fiscalização encontrou funcionários sem registro em Carteira de Trabalho, alojamentos precários e instalações sanitárias inadequadas.

No processo, a defesa de Barbalho alegou que um empregado da empresa era responsável pela contratação dos trabalhadores, que construíram uma cerca na propriedade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave