Polícia reforça policiamento após tiroteio na Pedreira Prado Lopes

Segundo tenente-coronel responsável pela área, intenção é evitar novos conflitos e preservar a vida dos moradores; nenhum dos atiradores ainda foi preso

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Após um tiroteio entre gangues rivais na Pedreira Prado Lopes, na região Noroeste de Belo Horizonte, onde nove pessoas foram baleadas, a Polícia Militar reforçou o policiamento na área. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (25) pelo tenente-coronel Wanderley Wilson Amaro, responsável pelo 34º Batalhão, que atende o local.

De acordo com o militar, depois do crime, mas 27 policiais foram deslocados para o aglomerado. “Antes, tínhamos seis militares na Pedreira. Agora, ao todo, são 33 policiais e cinco viaturas. Queremos evitar um novo confronto, além de preservar a vida dos moradores”, explicou o tenente-coronel.

Apesar de a polícia ter alguns suspeitos do crime, que aconteceu em um bar durante o jogo do Brasil contra Camarões, ninguém foi preso. Nessa terça-feira (24), dois adolescentes foram apreendidos com 735 pedras de crack.

Os menores de 17 anos foram localizados em um beco do Buraco Quente durante um patrulhamento de rotina. Os suspeitos seriam da mesma gangue dos homens que foram baleados. Eles foram conduzidos para o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA/BH).

Caso

Nessa segunda-feira (23), nove pessoas foram surpreendidas por atiradores armados com duas pistolas e uma submetralhadora. Os criminosos fizeram os disparos de dentro de um carro prata e, em seguida, fugiram no sentido bairro Aparecida.

Cinco pessoas foram levados para o Hospital Municipal Odilon Behrens, sendo que duas, segundo a assessoria de imprensa da instituição, receberam alta. Já os outros quatro feridos seguem internados no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave