Bolaños valoriza experiência de ter enfrentado três campeões mundiais

Costa Rica conseguiu vitórias contra Uruguai (3x1) e Itália (1x0), além de um empate com a Inglaterra (0x0)

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Já no vestiário, jogadores celebram até com camisas da Azzurra, trocadas após o jogo
Twitter/Reprodução
Já no vestiário, jogadores celebram até com camisas da Azzurra, trocadas após o jogo

Cair no grupo da morte acabou sendo um fato positivo para a Costa Rica. Encarada como a grande zebra da primeira fase, Los Ticos aproveitaram a fase de grupos para ganhar moral e, principalmente, experiência continuar surpreendendo o mundo e, quem sabe, alçar voos ainda maiores.

“Entrar em uma competição tão grande assim é sensacional; jogar contra seleções como Uruguai, Itália e Inglaterra é muito importante para um jogador de futebol. Esta experiência é muito boa”, disse Bolaños após o empate em 0 a 0 com a Inglaterra que garantiu a primeira colocação da chave à Costa Rica.

“Temos de continuar aproveitando essa ótima oportunidade que estamos tendo para fazermos sempre o melhor. Estamos muito fortes para continuar fazendo história”, completou.

A Costa Rica participa de sua quarta Copa do Mundo e deseja chegar às quartas de final para atingir a sua melhor colocação em um Mundial.

Vale lembrar que em 1990 Los Ticos também atingiram as oitavas após vencerem Escócia e Suécia na fase de grupos – e perder para o Brasil –, mas acabaram caindo para a República Tcheca em um revés por 4 a 1.