‘Catatau’ dá garrafada e mata homem que conversava com sua companheira

Suspeito teria flagrado os dois juntos e não conteve o ciúmes; uma garrafa de Conhaque foi utilizada no crime; até o momento, nem o suspeito e nem a mulher foram encontrados pela PM

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um trabalhador rural, de 40 anos, foi atingido com uma garrafada no pescoço e morreu depois de ter sido flagrado conversando com um mulher, nessa terça-feira (24), em rio Pretinho, distrito de Teófilo Otoni, na região do Vale do Jequitinhonha. O crime teria sido motivado por ciúmes.

Após denúncia, a Polícia Militar (PM) encontrou o corpo de José Francisco dos Santos caído na rua José de Souza Campos. A perícia foi acionada e constatou que a vítima sofreu um corte profundo no pescoço. De acordo com o denunciante, o autor do crime é um homem conhecido como “Catatau” e teria matado Santos por ciúmes.

O suspeito teria visto a companheira conversando com Santos e teria utilizado uma garrafa de Conhaque no crime. A PM fez rastreamento, mas até o momento não localizou o suspeito, a mulher e nem a garrafa utilizada.  

Leia tudo sobre: garrafadaConhaquepescoçoCatatau