Modesto de Araújo

Diretor-Presidente da Drogaria Araujo

iG Minas Gerais | Helenice Laguardia |

O que é preciso para a empresa ter um bom ambiente de negócios?

Precisa ter mais bom senso da prefeitura, do Estado. É uma preocupação enorme de arrecadar. E eu espero que o Estado de Minas reveja a legislação. Enquanto o ICMS de um medicamento é 18%, barco e aviões têm 4% de ICMS, diamante e pedras preciosas são 5%, medicamento veterinário é 0%. E o pior de tudo: há 13 anos, o ex-governador Itamar Franco sancionou uma lei reduzindo a alíquota de ICMS de 18% para 12% e, até hoje, a Secretaria da Fazenda não regulamentou essa lei.

A arrecadação do ICMS só tem aumentado?

Há oito anos, o ICMS que eu recolhia da Araujo correspondia a 5,2% do faturamento total. Hoje, eu já estou pagando 9,4%. O meu ebtida é 9% do faturamento. Eu acho que está na hora de mudança. Eu estou prevendo um 2015 e 2016 meio nebulosos.

Por que os próximos anos não serão favoráveis?

Com essa inflação, poder aquisitivo do pessoal caindo, alguns setores não estão vendendo nada. A área de imóveis está crítica. Eu noto pela quantidade de imóveis que me são oferecidos. Tudo indica que podemos ter um 2015 e 2016 mais duros. E eu sou muito otimista, eu acho que o governo não vai resolver nada para mim, eu que tenho que tomar minhas providências e sair na frente. E é o que eu estou fazendo. O governo precisa gerir melhor as despesas para reduzir um pouco essa tributação louca, e desburocratizar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave