Drogaria Araujo abrirá mais 15 lojas e vai faturar R$ 1,5 bi

Mineira com 130 unidades é a primeira rede de drogarias do país em faturamento por unidade

iG Minas Gerais | Helenice Laguardia |

Incansável. O diretor-presidente da Araujo, Modesto de Araújo, conta que quando não vai à fazenda no fim de semana, vai às lojas
DROGARIA ARAUJO/DIVULGAÇÃO
Incansável. O diretor-presidente da Araujo, Modesto de Araújo, conta que quando não vai à fazenda no fim de semana, vai às lojas

No ranking nacional, a Drogaria Araujo é a quarta empresa de rede de drogarias do Brasil, por faturamento total, e é a primeira rede de drogarias do país em faturamento por loja. “Isso mostra que as nossas lojas vendem mais do que a média brasileira. É a primeira rede do país de drogarias com maior rentabilidade”, explica o diretor-presidente da mineira Araujo, Modesto Carvalho de Araújo Neto, 62.  

Muito além da liderança no ranking nacional, isso mostra, de acordo com Araújo Neto, gestão focada em resultado e não em quantidade de lojas. Mesmo assim, a rede, com 130 unidades, vai abrir mais 15 neste ano, e chegará a um faturamento de R$ 1,5 bilhão. A alta prevista é de 18% em relação a 2013.

Dentre as próximas lojas, Modesto de Araújo conta que vai abrir daqui a um mês uma num prédio em frente ao Pronto Socorro João XVIII. Serão três andares de loja, com escada rolante, elevador panorâmico e 1.500 m² de estacionamento num investimento de R$ 5 milhões. “Abrimos uma unidade na Alameda Ezequiel Dias, estou abrindo essa em frente ao Pronto Socorro e uma outra na rua dos Otoni, numa estratégia ocupacional da área hospitalar, para realmente acabar com esses forasteiros que estão chegando”, diz ele, referindo-se a concorrentes de outros Estados.

Com cerca de 40 milhões de clientes por ano, algo em torno de R$ 3,5 milhões de clientes por mês – tudo concentrado em Belo Horizonte e região metropolitana – a Drogaria Araujo está em plena expansão no interior de Minas Gerais. Ainda neste ano, a Araujo abre loja em Divinópolis, Pará de Minas, Itaúna, e outras cidades que ainda estão em fase de negociação.

“É muito interessante a Araujo, tenho muita solicitação. Eu tenho no site o “Fale com o presidente” e a gente recebe muitas solicitações de várias cidades do interior pedindo para abrir uma Araujo”, justifica o executivo. Atualmente, a Araujo tem 7.000 funcionários. “Com essas novas lojas, vamos ter mais ou menos 500 funcionários a mais”, calcula.

Aos 108 anos da empresa, Modesto de Araújo representa a terceira geração da família na administração. “Estou com meu sobrinho e filhas da quarta geração na empresa. Uma gestão com muita harmonia de pensamento, então, é um negócio muito gratificante”.

Conselhos Negócio. Para Modesto de Araújo, tudo bem administrado dá resultado. “É preciso analisar todo o investimento, e nunca ter vaidade, com pé no chão. Empresário vaidoso tende ao fracasso”, orienta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave