Eliminado, time europeu quer 'entrar para a história'

Em sua primeira Copa, Bósnia quer vencer partida contra iranianos baixar deixar boa impressão

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Seleção da Bósnia perdeu para a Argentina, na estreia, e foi derrotada também pela Nigéria
Reprodução Facebook
Seleção da Bósnia perdeu para a Argentina, na estreia, e foi derrotada também pela Nigéria

Eliminada precocemente da Copa do Mundo após duas derrotas, a Bósnia quer entrar em campo nesta quarta-feira (25), em Salvador, para vencer o Irã e "entrar para a história".

A seleção -que fez a sua estreia em Copas do Mundo- esperava ir mais longe no torneio, sobretudo após a boa estreia contra a Argentina, quando perdeu por 2 a 1 para os bicampeões mundiais.

"Vai ficar na história que essa geração que nos levou pela primeira vez para uma Copa, não sossegou e deu trabalho para os outros times", disse o técnico Safet Susic em entrevista à imprensa no estádio da Fonte Nova.

Para Susic, uma vitória contra os iranianos vai deixar "uma boa impressão" da equipe: "Se tivermos um bom resultado [contra o Irã], não vejo razão para recepção negativa da torcida".

OFENSIVO Antes de comandar um treino de reconhecimento de campo na Fonte Nova, Safet Susic disse que vai manter a postura ofensiva do time e escalar pelo menos dois atacantes para enfrentar os iranianos. E promete mudanças no time.

"Certamente teremos mudanças, novos jogadores vão entrar. Três partidas com a mesma escalação seria demais", disse o técnico, destacando que, desta vez, espera mais eficácia do time nas finalizações.

Susic evitou falar se seguirá no comando da Bósnia, mas adiantou que "vai ser muito difícil" deixar a seleção.

Bósnia e Irã enfrentam-se nesta quarta-feira (25), às 13h, no estádio da Fonte Nova. Com chances de classificação, a seleção iraniana disputa a segunda vaga do Grupo F com a Nigéria, que enfrenta a Argentina no mesmo horário em Porto Alegre.

Com seis pontos, os argentinos já estão classificados para a segunda fase.

Leia tudo sobre: SusicCopa do MundoBósniavitóriahonraIrãestreiaimpressãoeuropeuestreante