Honduras conta com umidade de Manaus para 'milagre'

Com duas derrotas, em dois jogos, seleção tem poucas chances de avançar

iG Minas Gerais | Folha Press |

A situação da seleção de Honduras nesta Copa é bem complicada. Com duas derrotas em dois jogos, a equipe do técnico colombiano Luis Suarez precisa, no mínimo, golear a Suíça nesta quarta (25), na Arena Amazônia, e torcer para a França derrotar o Equador no Maracanã.

Mas o calor e principalmente a umidade de Manaus podem fazer a diferença para a seleção da América Central, segundo o treinador. "É uma vantagem, a gente está acostumado principalmente com a umidade", disse Suarez.

"Mas não entendo essas queixas dos técnicos. A Bolívia joga na altitude em casa, nós jogamos no frio de Curitiba nesta Copa, o jogador profissional tem que estar preparado para tudo, calor, frio, campo bom, campo ruim", afirmou Suarez.

"A temperatura não é um problema para nós, vamos tentar tirar vantagem dessa condição", disse o lateral Juan Carlos García.

"Um milagre pode acontecer. Dependemos também do resultado do outro jogo, sabemos que não vai ser fácil, mas a possibilidade existe. Não podemos reclamar de nada, em nosso país não temos grandes campos, então está tudo em perfeitas condições para nós", completou o jogador. A necessidade de uma vitória por larga margem deve fazer Suarez lançar seu time ao ataque.

"Tem que ser assim, não nos basta apenas um gol, nem dois. Precisamos vencer por pelo menos três gols", disse o técnico. "Não é só marcar, também não podemos tomar gols. Isso é difícil, complicado, mas não é um motivo pra gente se render, de jeito nenhum."

Leia tudo sobre: Hondurasumidademanausclassificação