Godín diz que gol contra a Itália foi histórico e milagroso

Defensor uruguaio marcou o tento que garantiu a vaga nas oitavas de final

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Zagueiro uruguaio foi mais uma vez decisivo
Reprodução/Facebook
Zagueiro uruguaio foi mais uma vez decisivo

O zagueiro Godín, capitão uruguaio na ausência de Lugano, definiu o gol de costas que fez nesta terça-feira (24), na Arena das Dunas, como histórico e milagroso.

"Tinha de ser assim, histórico, milagroso. Uruguai está acostumado com essas coisas e sai fortalecido", resumiu.

O gol aconteceu em jogada de escanteio, aos 36 min do segundo tempo, quando a bola bateu nas costas do capitão uruguaio a acabou no fundo das redes do goleiro italiano Buffon.

"Não sei se foi de costas ou de ombro. Havia que empurrar como fosse", descreveu Godín. Naquele momento, com o empate em 0 a 0, a Itália estava se classificando para as oitavas de final. O Uruguai daria adeus ao Brasil ainda na primeira fase da Copa.

"Temos esse algo a mais, essa fome por se classificar e por ganhar, que não sei se eles tinham igual. Defendemos até a morte e não os deixamos jogar. Não nos rendemos nunca", afirmou o capitão da Celeste.

Leia tudo sobre: GodínCopa do MundoUruguaiuruguaiozagueirogolhistóricoseleção uruguaiaItáliaoitavas de final