Seleção brasileira vem a BH para ser nova dona do pedaço

Após o domínio argentino na capital, durante a primeira fase da Copa do Mundo, Brasil, que irá disputar contra o Chile no Mineirão, promete mobilizar a torcida brasileira

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães e Felipe Ribeiro |

Rafael Ribeiro/CBF
undefined

Brasília (DF). Os grandes rivais no futebol de Minas Gerais são Atlético e Cruzeiro, dois clubes dos mais tradicionais do país. Durante a disputa da Copa do Mundo o embate entre Galo e Raposa sofre uma pausa e o cenário da rivalidade toma proporções internacionais.

Classificada para as oitavas de final do Mundial, a seleção brasileira tem o seu próximo compromisso agendado para Belo Horizonte. Apesar de o adversário ser o Chile, um outro confronto serve como pano de fundo.

A capital mineira se tornou quartel-general da seleção argentina, que escolheu o centro de treinamento do Atlético - Cidade do Galo - como base. Portanto, a vinda do time de Felipão a Minas Gerais acontece, na visão dos próprios jogadores, em um momento crucial.

"Agora acabou essa de invasão argentina na cidade. Chegamos para dominar e tomarmos conta de tudo", disse o zagueiro David Luiz.

Os milhares de torcedores vestindo o azul e branco da seleção hermana chamaram a atenção do meia Oscar.

"Pois é, vimos mesmo essa invasão argentina em Belo Horizonte. Agora não, vamos colocar um fim nisso. Quem vai tomar conta do pedaço é a nossa torcida", frisou o jogador do Chelsea-ING.

Um dos destaques do meio-campo brasileiro, o volante Luiz Gustavo, que bem ao estilo mineiro, "comendo quieto", conquistou vaga entre os titulares de Felipão, espera forte apoio da torcida no duelo com os chilenos no Gigante da Pampulha.

"O povo mineiro está aguardando a nossa chegada e nós queremos muito esse carinho. Agora é somar essa união, jogadores e torcida, para fortalecer cada vez mais o nosso sonho e seguir firme no objetivo do hexa".

A seleção brasileira treina na Granja Comary, em Teresópolis, nesta quarta-feira. na quinta, viaja para Belo Horizonte, onde faz o reconhecimento do gramado do Mineirão.