Técnico do Irã detona gramados e arbitragem na Copa

iG Minas Gerais | Folha Press |

undefined

Técnico da seleção do Irã, o português Carlos Queiroz criticou o estado dos gramados e a atuação dos árbitros nesta Copa do Mundo no Brasil.

Em entrevista à imprensa na véspera do jogo decisivo contra a Bósnia, que pode classificar a equipe para a segunda fase, Queiroz afirmou que os árbitros "têm interferido de maneira grosseira no resultado" dos jogos nesta primeira fase de Copa.

"Há uma mentira em cima da mesa. Os árbitros têm definido partidas com erros grosseiros e graves, com impacto direto nos resultados dos jogos", disse Queiroz, que cobrou uma postura mais enérgica da Fifa perante os erros da arbitragem.

Na partida contra a Argentina, os iranianos reclamaram da não marcação de um suposto pênalti em favor da sua seleção.

"Na última Copa, pelo menos 20 técnicos foram demitidos após suas equipes serem desclassificadas. Seria bom se os árbitros também começassem a arcar com suas responsabilidades depois da Copa, depois de erros grosseiros que cometeram", afirmou.

Além de falar sobre a arbitragem, Queiroz também criticou a qualidade dos gramados dos estádios. Disse que o gramado do Mineirão, onde jogaram contra a Argentina, estava ruim. Mas o da Fonte Nova estava "dez vezes pior".

A seleção fez apenas um rápido reconhecimento de campo na Fonte Nova e treinou no Barradão, estádio que pertence ao Vitória.

"FINAL DE COPA"

A partida contra ao Bósnia vem sendo encarada como decisiva para a seleção iraniana. "Este jogo será a nossa final de Copa. A gente não veio aqui para ganhar o troféu. Mas vamos elevar nossas expectativas e sonhos", disse Queiroz.

Com apenas um ponto marcado, o Irã terá que vencer o jogo e torcer por uma vitória da Argentina contra a Nigéria, que também tem quatro pontos. Neste caso, a classificação dependeria do saldo de gols.

Bósnia e Irã enfrentam-se nesta quarta-feira (25), às 13h, no estádio da Fonte Nova. No mesmo horário, Nigéria enfrenta a Argentina no estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre.

Leia tudo sobre: Copa do mundotécnico do IrãCarlos Queirozgramadoárbitro