Fora da Copa, Hodgson evita falar sobre favoritos ao título mundial

Bastante consciente, o inglês avaliou brasileiros e argentinos; no caso dos hermanos, Hodgson acredita que a evolução é necessária

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

THE FA/ DIVULGAÇÃO
undefined

Não foi desta vez que a seleção inglesa pôs fim ao carma em Copas do Mundo. Inserida em um grupo complicado, o “English Team” conquistou apenas um ponto e terá que ver a fase decisiva do torneio internacional no sofá de casa. A tristeza do momento fez com que o técnico Roy Hodgson evitasse apontar qual é, a partir de agora, o grande favorito ao título mundial.

“Eu não sei esta resposta. Não é a pergunta que eu pensei em responder desde o dia em que cheguei aqui no Brasil. Só tinha uma seleção que eu estava interessada em ver campeã do mundo. Agora, ela está eliminada”, disse.

Apesar disto, bastante consciente, o inglês avaliou brasileiros e argentinos. No caso dos hermanos, Hodgson acredita que a evolução é necessária, ainda mais com os jogadores à disposição de Alejandro Sabellla.

“Eu acho que entrando no torneio, Brasil e Argentina eram os grandes favoritos. Eles precisam manter-se assim apesar de a Argentina ter iniciado o torneio de uma forma lenta. Espero que eles se tornem bem melhores com a qualidade de jogadores que têm”, concluiu.