Microsoft e a Google se unem para aderir a 'botão da morte'

A inclusão da ferramenta aos sistemas operacionais Windows Phone e Android pode inutilizar totalmente o aparelho

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Google/Reprodução
undefined

A Microsoft e a Google foram procuradas pelo órgão responsável pela defensoria pública de Nova York. O objetivo seria convencer as empresas a adotarem a ferramenta 'kill switch' (botão da morte) em seus sistemas operacionais.

Os sistemas Windows Phone e Android já possuem recursos que eliminam a memória do aparelho. Entretanto, o 'botão da morte' é mais radical, fazendo com que o aparelho seja totalmente inutilizado.

Após o lançamento do 'iPhone 5s' com o "Kill switch" e o desbloqueio via impressões digitais, os casos de roubos dos aparelhos da Apple diminuíram, tendo uma queda de 19% em Nova York . Enquanto em San Francisco (EUA), os números caíram 38%. Em Londres, foi calculado uma redução de 24% nos roubos de iPhones. Os dados foram divulgados pelas próprias polícias de cada cidade. Com a inclusão do 'botão da morte', o celulares tornaram-se menos vulneráveis aos assaltantes.

Tanto a Microsoft quanto a Google não pronunciaram como vão proceder com a situação. Espera-se que os próximos lançamentos das empresas venham já equipados com o serviço.

Uma outra forma de bloqueio utilizada no Brasil é através do número IMEI (único de cada aparelho), mas é preciso ter a sequência memorizada. Em casos como a Tim, operadora de telefonia, é necessário que o interessado envie uma carta escrita de próprio punho declarando o motivo e solicitando o bloqueio.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave