Classificada, Argentina busca manter liderança do Grupo F

Argentinos derrotaram Bósnia e Irã. Uma vitória pode evitar um confronto com a França, já nas oitavas de final

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Argentina vence o Irã no Mineirão e leva torcida a loucura
JOÃO GODINHO
Argentina vence o Irã no Mineirão e leva torcida a loucura

A Argentina só precisa de um empate contra a Nigéria para garantir a liderança do Grupo F da Copa do Mundo. A partida acontece na quarta-feira (25), às 13h, no Beira-Rio, pela última rodada da fase de classificação do torneio.

Mesmo já classificada, a Argentina precisa garantir a ponta da chave para escapar de um possível confronto com a França nas oitavas de final. E o técnico Alejandro Sabella faz mistério em relação ao time titular para o duelo.

Decisivo na vitória sofrida sobre o Irã, por 1 a 0, no Mineirão, o goleiro Romero é presença garantida em Porto Alegre, bem como o astro Messi. Porém, Sabella ainda não decidiu se retoma o esquema com três zagueiros ou se sacará um atacante para dar mais liberdade ao camisa 10 no setor ofensivo.

Já a Nigéria, com quatro pontos, ficou bem perto da vaga ao derrotar a Bósnia-Herzegóvina por 1 a 0, em Cuiabá. Basta um empate para a classificação, mas um triunfo colocará os africanos à frente da Argentina na tabela.

"Ganhei a posição de titular e foi importante dar duro hoje para mantê-la, principalmente antes de um jogo tão importante como o da Argentina, que é o sonho de qualquer jogador", afirmou o meia-atacante Odemwingie, que anotou o gol do triunfo na Arena Pantanal.

A Nigéria pode se classificar para as oitavas até mesmo com derrota, desde que o Irã não vença a Irã vença a Bósnia-Herzegóvina -em Salvador, também às 13h- marcando mais gols que os africanos.

Na história do confronto, a Argentina leva ampla vantagem sobre a Nigéria. São quatro vitórias sul-americanas, um empate e apenas uma vitória africana. Caso confirme a vaga nas oitavas, a Nigéria irá igualar a histórica campanha da Copa-1994, nos EUA.

NIGÉRIA Enyeama; Ambrose, Omeruo, Oshaniwa e Yobo; Mikel e Onazi; Musa, Moses e Odemwingie; Emenike. T.: Stephen Keshi

ARGENTINA Romero; Zabaleta, Federico Fernández, Garay e Rojo; Mascherano, Gago e Di María; Agüero, Messi e Higuaín. T.: Alejandro Sabella Horário: 13h Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre Árbitro: Nicola Rizzole (Itália)

Leia tudo sobre: MessiArgentinaNigériaseleção argentinaliderançapontacopa do mundoempategrupo f