França tenta manter 100% de aproveitamento contra o Equador

Empolgada pela grande atuação nas duas primeiras partidas, Les Bleus querem se garantir como candidatos ao título

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Natacha Pisarenko / AP Photo
undefined

Embalada por duas grandes apresentações em gramados brasileiros, a França tenta se firmar como uma das concorrentes ao título da Copa do Mundo. Agora, a meta é derrotar o Equador na quarta-feira, no Maracanã, pela última rodada da fase de classificação do torneio.

A vitória por 3 a 0 sobre Honduras, no Beira-Rio, já havia chamado a atenção do mundo para a equipe francesa, que vinha de um péssimo Mundial na África do Sul, em 2010. Mas a goleada por 5 a 2 sobre a Suíça, na Fonte Nova, credenciou o time como uma das forças da competição.

"Fizemos duas boas partidas, com muitos gols, entrosamento, boas jogadas defensivas e excelentes ações no ataque", afirmou o volante Sissoko. Vamos tentar jogar como estamos fazendo desde o início do torneio e ser solidários dentro de campo. Se conseguirmos, a França pode chegar bem longe', acrescentou.

Com a vaga nas oitavas praticamente assegurada, o técnico Didier Deschamps não deve fazer muitas alterações em relação à partida em Salvador. Com seis pontos e seis gols de saldo, a França só precisa de um empate para assegurar o primeiro lugar da chave.

Ao Equador, a meta é tentar parar os franceses para conseguir a classificação ao mata-mata. Com três pontos, o time sul-americano só está na segunda posição graças a goleada imposta pela França à Suíça, que também tem três pontos e joga contra a lanterna Honduras também na quarta, em Manaus.

"Sabemos o que a França significa. Vem jogando muito bem e, por isso, precisaremos fazer tudo melhor do que nunca para poder ganhar dela. Mas acreditamos muito em nós mesmos e esta vitória nos ajuda a chegar com o máximo de motivação', disse Enner Valencia, destaque da vitória por 2 a 1 sobre Honduras na segunda rodada.

EQUADOR

Domínguez; Paredes, Guagua, Erazo e Noboa; Gruezo, Antonio Valencia, Montero e Ayoví; Enner Valencia e Caicedo. T.: Reinaldo Rueda

FRANÇA

Lloris; Debuchy, Varane, Koscielny e Evra; Sissoko, Matuidi, Pogba e Valbuena; Giroud e Benzema. T.: Didier Deschamps

Estádio: Maracanã, no Rio Horário: 17h Árbitro: Noumandiez Doue (Costa do Marfim)

Leia tudo sobre: françaequiadorcopa do mundogolsgoleadadidier deschampssissoko