Após críticas, Maracanã impede treinos de França e Equador

Reclamações dos belgas sobre condições do gramado fizeram com que atividades fossem remanejadas para Engenhão e São Januário

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Depois de ser criticado por jogadores da Bélgica, o campo do Maracanã será poupado dos treinos de reconhecimento de gramado feitos por França e Equador.

As duas seleções não treinarão nesta terça-feira (24) no palco da partida de quarta (25), válida pela última rodada do Grupo E da Copa do Mundo.

Com o veto ao uso do Maracanã, os franceses farão um treino de véspera de jogo no Engenhão. Já os equatorianos farão um trabalho em São Januário.

A organização do Mundial decidiu poupar o gramado do estádio depois das muitas críticas feitas pelos belgas no domingo (22).

Após derrotarem a Rússia por 1 a 0, os jogadores da seleção dirigida pelo técnico Marc Wilmots falaram que o campo estava muito seco e duro.

Nas laterais do gramado e dentro das pequenas áreas, era possível, mesmo à distância, ver um desgaste da grama.

Esse não é o primeiro veto a treinos em um estádio da Copa. A medida foi amplamente usada nos dois últimos Mundiais e já começa a ser aplicada também no Brasil.

Segundo a Fifa, a prioridade é manter os gramados em boas condições para as partidas.

Leia tudo sobre: françaequadorgramadocopa do mundotreinosmaracanãsão januárioengenhão