Corte julga pedidos dos condenados

iG Minas Gerais |

Brasília. O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para amanhã, o julgamento dos recursos dos condenados no processo do mensalão, que tiveram o trabalho externo cassado pelo presidente da Corte, Joaquim Barbosa, segundo informações da Agência Brasil. A próxima semana também será marcada pela despedida de Barbosa – que vai se aposentar e deixar o Supremo.

Com a liberação dos recursos para julgamento pelo novo relator do processo, ministro Luís Roberto Barroso, o plenário vai julgar os recursos do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, do ex-deputado federal Romeu Queiroz e do ex-advogado de Marcos Valério Rogério Tolentino.

Também será julgado o pedido do ex-deputado José Genoino para voltar a cumprir prisão domiciliar. Genoino recorre de decisão de Barbosa, que negou prisão domiciliar ao petista e determinou que ele voltasse à prisão para cumprir sua pena. A defesa alega “alto risco” à saúde de Genoino.

Já os advogados de José Dirceu dizem que negar ao ex-ministro o trabalho externo significa igualá-lo a um preso de regime fechado. Já Delúbio, Queiroz e Tolentino recorrem de decisão de Barbosa que revogou o direito dos réus ao trabalho externo. Os pedidos dos condenados têm respaldo de parecer favorável do procurador geral da República, Rodrigo Janot.

Barbosa decidiu se afastar da relatoria de todos os processos vinculados ao mensalão, sob a alegação de que estava sendo pressionado por advogados dos réus.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave