Brechas dadas na fase de grupo não poderão ser repetidas nas oitavas

Felipão alertou para alguns erros que foram cometidos na etapa inicial da Copa do Mundo e que, se forem repetidos, podem representar a eliminação e o fim do sonho do hexa

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro e Guilherme Guimarães |

BRASÍLIA. Sair perdendo para a Croácia, desperdiçar chances de gol contra o México e levar o empate de Camarões foram alguns dos erros cometidos pela seleção brasileira na fase de grupos da Copa do Mundo. Essa trinca de equívocos não poderá acontecer a partir das oitavas de final, já que se trata de uma etapa eliminatória da competição.

O técnico Luiz Felipe Scolari sabe bem disso, admite alguns pontos fracos apresentados nos três primeiros jogos e garante que vai conversar com os jogadores e corrigir os desequilíbrios para evitar uma eliminação precoce no torneio mundial.

"Nesta fase poderíamos ter um tropeço, na fase seguinte não dá para ter tropeço, não dá para conceder oportunidades tão vivas ao adversário. Precisaremos de uma postura bem equilibrada, porque muitas vezes é jogo de apenas um gol. Temos que mudar algumas coisas e tentar fazer diferente no próximo jogo contra o Chile", destacou Felipão.

Nas oitavas de final, o Brasil terá os chilenos pela frente no Mineirão, a partir das 13h de sábado. Um adversário qualificado, bem treinador pelo argentino Jorge Sampaoli e que poderá complicar a vida do time verde-amarelo se novos vacilos forem competidos.

 

Leia tudo sobre: FELIPÃOSELEÇÃO BRASILEIRACOPA DO MUNDO