Os primórdios de Hendrix

Cinebiografia do lendário guitarrista, vivido por André Benjamin, foca nos seus primeiros passos rumo ao sucesso

iG Minas Gerais |

Atuação. André Benjamin, do Outkast, foi elogiado pela caracterização e atuação como Jimi Hendrix
darko
Atuação. André Benjamin, do Outkast, foi elogiado pela caracterização e atuação como Jimi Hendrix

Los Angeles, EUA. Foi uma mulher branca, de sotaque inglês e então namorada do Rolling Stone Keith Richards que instigou o tímido e nada ambicioso Jimmy James a virar Jimi Hendrix (e o levou a sua primeira viagem de ácido). O impacto da modelo Linda Keith na vida do guitarrista norte-americano domina o começo da cinebiografia de seus anos pré-fama, “Jimi: All Is by My Side”, estrelado com incrível semelhança por André Benjamin, do duo Outkast.

“É como perguntar para onde eu iria se tivesse uma nave espacial, para Marte ou Vênus?”, ele diz a Linda (Imogen Poots) ao ser questionado sobre o que faria se tivesse seu próprio grupo. “Minha voz é terrível”, continua, em outra cena, ao se recusar a cantar. “A voz de Bob Dylan também é, e ele está indo bem”, retruca Linda.

“Jimi: All Is by My Side”, exibido no Festival de Los Angeles e com estreia prevista para setembro nos EUA, tem direção e roteiro de John Ridley, ganhador do Oscar pelo roteiro de “12 Anos de Escravidão”, o qual também coproduziu. Ridley se interessou em fazer o filme há quase dez anos, ao descobrir uma canção rara de Hendrix chamada “Sending my Love to Linda”, que o inspirou a pesquisar sobre esta “mulher misteriosa”.

Linda apresentou Hendrix (1942-1970) ao baixista Chas Chandler (Andrew Buckley), que deixou o grupo Animals para virar seu agente e o levar para a Inglaterra. A história corre em 1966 e termina com a volta aos EUA para o Monterey Pop Festival, em 1967. Em Londres, Hendrix é questionado por Malcom X por que só anda com brancos, rouba um show de Eric Clapton e causa ciúmes em Richards. Ele também aparece de bobs e batendo na nova namorada, além de declamar discursos viajandões repletos de analogias com cores.

Benjamin, sem dúvida a melhor parte do filme, aprendeu a tocar guitarra como Hendrix, canhoto numa guitarra para destro. Mas sua performance vem com uma desvantagem: a família de Hendrix não liberou nenhuma canção. No filme, ele canta Dylan, Muddy Waters, “Hound Dog” e “Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band”.

Os administradores do patrimônio de Hendrix, liderados por Janie Hendrix (meia-irmã), são conhecidos pela rigidez e afirmam que só vão liberar as músicas quando tiverem participação total no filme. Por décadas, diversas produções acabaram engavetadas, como uma de Paul Greengrass, cinco anos atrás. No mês passado, o projeto voltou à tona, mas com novo diretor à frente, o roteirista Ol Parker.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave