Sabino em nova morada

Instituto Fernando Sabino passa a funcionar no Zoológico de Belo Horizonte a partir de amanhã

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |

Diversidade. Nova sede abrigará exposições, programas socioeducativos e ações sobre o escritor
Suziane Fonsenca
Diversidade. Nova sede abrigará exposições, programas socioeducativos e ações sobre o escritor

As inúmeras atividades culturais que vêm acontecendo neste ano em comemoração aos 90 anos de nascimento do escritor mineiro Fernando Sabino contam com uma programação repleta de atividades nos meses de junho e julho. Uma delas é a inauguração da nova sede do instituto que leva o nome do autor amanhã, no Zoológico de Belo Horizonte, na região da Pampulha, às 11h.

Antigo restaurante em desuso desde 2001, o casarão de 145 metros quadrados que passa a abrigar o instituto está localizado entre o prédio da administração e a área onde se encontra o hipopótamo. Entre as ações previstas para serem realizadas no local estão programas socioeducativos, como oficinas e palestras, e uma exposição permanente com acervo sobre a vida e a bibliografia do autor. “A mudança foi motivada pelo desejo de aproximar as ações do instituto de uma cidade maior (antes estava localizado na região conhecida como Macacos) e, assim, dar maior projeção e gerar mais acessibilidade para as pessoas”, afirma o filho do escritor e idealizador do projeto, Bernardo Sabino.

Já no primeiro dia de funcionamento, o Centro de Referência abrirá para visitação o vagão de trem multimídia, exibido pela primeira vez no pátio do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no ano passado, além de uma sala de cinema que apresentará vídeos, entre eles documentários escritos e dirigidos por Fernando Sabino, e curtas e longas-metragens relacionados a obras literárias do escritor. “Vamos montar as exposições de uma forma atrativa para despertar o interesse nas pessoas, além de promover oficinas também para crianças e não só com foco na leitura, mas também nas artes plásticas”, comenta a diretora artística e curadora do espaço, Júlia Mellilo.

A curadora faz referência ao projeto Encontro Marcado, que desde 2005 estimula a leitura em cidades do interior de Minas Gerais e já beneficiou 500 mil crianças por meio de exposição itinerante. E, embora a atividade de ler seja norte, a iniciativa abrange outras manifestações artísticas. Durante os cinco meses que a equipe do projeto realiza as atividades, diversas formas de arte são incentivadas a partir das obras literárias do escritor. No final, inclusive, é realizada uma mostra cujas obras são fruto da imaginação dos estudantes. “O projeto faz com que os alunos passem a tratar a leitura como uma forma de diversão e o processo acaba ficando de lição para muitos professores”, comenta Bernardo.

A nova matriz acende também uma vontade de Bernardo de preservar a memória da literatura mineira que, de acordo com ele, merece mais atenção. “Tenho como objetivo tornar o centro um local de referência de escritores nascidos em Minas Gerais, um Estado com uma enorme riqueza literária”, afirma ao lembrar amigos de seu pai, como Guimarães Rosa.

Ainda em comemoração aos 90 anos de Fernando Sabino, acontecem diversas atividades e eventos temáticos no Centro Cultural Lagoa do Nado e no Parque Ecológico, neste e no próximo mês. A programação, que inclui oficinas circenses e de criação de bonecos além de shows musicais, pode ser conferida em www.fernandosabino.com.br

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave