Felipão detona a leitura labial feita pela Globo durante o Mundial

Treinador não gostou nem um pouco de ter visto suas conversas com Murtosa e Parreira serem reveladas pela emissora de televisão no confronto de abertura da Copa contra a Croácia

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro e Guilherme Guimarães |

BRASÍLIA. Felipão não aceitou bem a leitura labial que tem sido feita pela Rede Globo durante a Copa do Mundo. No jogo de abertura, contra a Croácia, os diálogos com Murtosa e Parreira foram desvendados pela emissora, o que deixou o treinador bravo.

Em sua entrevista coletiva logo após a partida contra Camarões, vencida por 4 a 1, o comandante da seleção brasileira falava sobre os jogadores algumas vezes não escutarem o que ele pede em campo e aproveitou para disparar sem citar a Globo.

"Não saímos toda as vezes com a bola longa. Tivemos um problema. O Oscar juntou-se aos atacantes. Quem tinha que buscar a bola eram o Oscar e o Hulk. Durante o jogo ninguém escuta ninguém. Aliás, só uma ou outra televisão que quer ouvir o que a gente está falando com os jogadores, que eu acho uma grande palhaçada porque nós não temos mais nem a liberdade de nos expressar no banco. É uma frescura total", detonou.

 

Leia tudo sobre: FelipãoGloboCopa do Mundoleitura labial