'O Japão não me acrescenta em nada', esbraveja técnico da Grécia

Fernando Santos ressaltou que somente o jogo contra a Costa do Marfim é o que interessa para ele

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

undefined

O técnico da Grécia, o português Fernando Santos, 59, se irritou na entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (23), no estádio Castelão.

Ao ouvir uma pergunta de um jornalista grego, por meio do rádio de tradução simultânea, respondeu de forma ríspida. "A tradução não pode estar correta. Não pode ter sido essa a pergunta".

A indagação feita pelo jornalista era sobre acompanhar o jogo do Japão contra a Colômbia, que acontece nesta terça (24), no mesmo horário do jogo da Grécia -todos válidos pelo Grupo C.

"O Japão não me acrescenta em nada. Não preciso acompanhar nada deles", disse Santos, irritado.

Para se classificar, os gregos precisam vencer Costa do Marfim (às 17h, em Fortaleza) e torcer por um tropeço dos asiáticos.

O treinador deu outras respostas ranzinzas e irônicas durante a entrevista. Quando perguntado como passaria a noite antes do jogo contra a Colômbia, declarou "vou dormir. Antes, vou fumar um cigarrinho e jantar."

Em outra oportunidade, indagado se contava com um gol do centroavante Mitroglou para ganhar o jogo, afirmou que esperava um gol de qualquer um. "Até mesmo do Karnezis (goleiro). Aliás, se for dele, melhor ainda".