Depois de ser palco de festas gringas, Savassi volta a ser do Brasil

Agora, os torcedores mineiros recebem de braços abertos a seleção brasileira no Mineirão, para o confronto com o Chile

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

A Praça da Savassi foi palco de festa de colombianos, argentinos e belgas, e seus bares atraíram torcedores de outros países. Durante vários dias, os idiomas se misturaram à cerveja, à paquera e à curtição em um dos bairros mais boêmios da capital mineira. Mas agora, o espaço volta para seus verdadeiros donos: os torcedores brasileiros.

Depois de ver os hermanos comemorarem como se não houvesse amanhã no sábado passado, os aficionados da equipe canarinho voltaram a dominar a área. Milhares de pessoas se reuniram na tarde desta segunda-feira para acompanhar a vitória do Brasil sobre Camarões, e festejar noite adentro. Um bom aperitivo para uma festa maior que pode acontecer no fim de semana.

Neste sábado, os torcedores mineiros recebem de braços abertos a seleção brasileira no Mineirão, para o confronto com o Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Uma batalha que promete ser árdua e cheia de sacrifícios aos soldados de Luiz Felipe Scolari.

Mas do gramado, eles receberão não apenas a energia de quem estiver nas cadeiras do Gigante da Pampulha, como também as boas vibrações dos cidadãos de cada canto da cidade. E a Savassi não vai ficar de fora dessa. A região espera ser palco novamente de mais quatro grandes festas do Brasil. A maior delas, no dia 13 de julho, quando ocorre a decisão do torneio.

Enquanto isso, os torcedores querem aproveitar o momento, cantar cada vez mais alto e bater no peito com o orgulho de ser brasileiro, como fizeram nesta segunda.

“É a primeira vez que venho aqui na Savassi, nesta Copa, para ver jogo e festejar. Está sendo muito bom”, disse o estudante e estagiário de engenharia civil Douglas Pena, que prevê uma parada torta para os brasucas. “O Brasil ganha do Chile, mas será bem apertado, pois o Chile vem jogando muito bem”, comentou.

O estagiário e estudante de engenharia mecânica Diogo Matias também acredita em um confronto acirrado, mas acredita no poder de fogo da seleção brasileira e tem certeza de que o time será recebido de braços abertos pelo povo mineiro.

“É muito bacana que a seleção venha para Belo Horizonte. Será um jogo bastante difícil, por aquilo que a seleção brasileira vem apresentando e por aquilo que o Chile vem mostrando. Mas acho que dá para o Brasil ganhar”, comentou.

A noite desta segunda-feira na Savassi segue em festa em todos os bares e restaurantes. Um grande palco está armado para atrações como o Cidade Negra.

Leia tudo sobre: savassicopa do mundoverdeamarelaBrasilgoleadaCamarões