Torcedores "pegam carona" no telão da Fan Fest de Copacabana

Espectadores ficaram perto do espaço reservado da Fifa para acompanhar a vitória brasileira em Brasília

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Nem Fan Fest nem telão no calçadão. Cerca de mil pessoas assistiriam ao jogo do Brasil da praia, de onde é possível ver a tela de 150 m² da arena montada pela Fifa na areia de Copacabana.

Mais conforto, a possibilidade de levar bebida e comida -o que não é permitido dentro da Fan Fest-, e o clima de paquera parecem ser as principais explicações.

O argentino Matias Toledo, 24, por exemplo, trouxe um isopor cheio de cerveja.

Talvez por causa disso os ambulantes digam que as vendas estão fracas. Todos os vendedores entrevistados usaram a expressão "mais ou menos" para descrever o movimento.

"O verão é muito melhor", diz Carlos Henrique Ilva", 54, que vende cerca de 15 caipirinhas por R$ 10 a cada dia. Ele diz que cada copo custa a ele perto de R$ 5.

Um vendedor de camarão diz que os jogos do Brasil são sempre os melhores para lucrar, mas conta que gringos compram mais que os brasileiros.

PAQUERA

Paloma Carvalho, 17, e Cybele Nascimento, 18, assistem a todos os jogos do Brasil desse mesmo lugar.

Elas moram em Jacarepaguá e dizem levar duas horas para chegar a Copacabana por causa do trânsito.

"Mas vale a pena", diz Cybele.

Elas foram vistas pela reportagem tirando foto com um turista estrangeiro.

Perguntada sobre o que acham dos gringos, Cybele disse: "Posso falar? Gostosos".