David Villa chora em provável despedida da seleção espanhola

Experiente atacante precisou ser consolado pelos companheiros no banco de reservas; gol marcado sobre a Austrália o fez superar marca de Maradona

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

David Villa deixa o gramado da Arena da Baixada para a entrada de Juan Mata
BLEACHER REPORT/REPRODUÇÃO
David Villa deixa o gramado da Arena da Baixada para a entrada de Juan Mata

A precoce despedida da seleção espanhola da Copa do Mundo do Brasil ficou marcada por um momento especial para o atacante David Villa. Autor de um belíssimo gol na vitória por 3 a 0 sobre a Austrália, em Curitiba, nesta segunda-feira, o jogador foi substituído aos 12 min do 2º tempo por Juan Mata.

Ao deixar o gramado, Villa não conseguiu conter as lágrimas. Em sua provável última partida com a camisa da Espanha em Copas do Mundo, ele precisou ser consolado pelos companheiros no banco de reservas.

O experiente atacante deixa a seleção espanhola com números impressionantes. O tento marcado nesta segunda-feira deixa o jogador com nove gols em Mundiais, um a mais que o ídolo argentino Maradona. 

No total, Villa marcou 59 gols em 97 jogos com La Roja, marca que o garante como o quarto jogador em atividade com mais tentos pela seleção, atrás apenas de Klose (70), Drogba (65) e Robbie Keane (62).

Além de Villa, outros dois jogadores também podem ter feito seu último jogo em Copas, casos de Xavi e Casillas. Aos 33 anos, o arqueiro assistiu a partida do banco de reservas, já que Reina foi o titular no duelo com os australianos.