Classificada, Colômbia esquece oitavas e mira o Japão

Com seis pontos no Grupo C, sul-americanos querem a vitória para terminar a primeira fase com 100% de aproveitamento

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

JOAO GODINHO / O TEMPO
undefined

Com duas vitórias e 100% de aproveitamento, a Colômbia confirmou o favoritismo no Grupo C da Copa do Mundo e confirmou vaga antecipada nas oitavas de final. Mas os sul-americanos prometem esquecer a próxima fase e se concentrar apenas no duelo contra o Japão, nesta terça-feira (24), às 17h, na Arena Pantanal.

Os colombianos estão em situação muito confortável, já que podem assegurar o primeiro lugar da chave até com derrota -a vice-líder Costa do Marfim tem três pontos a menos e uma diferença contrária de quatro gols de saldo. Mas o técnico Jose Pekerman pediu ao grupo concentração total na partida em Cuiabá.

"Devemos pensar apenas no próximo jogo. Não podemos nos preocupar com outros adversários quando ainda vamos enfrentar o Japão", declarou o zagueiro Zapata. A ordem é pensar no adversário das oitavas -Itália ou Uruguai, caso a liderança da chave seja confirmada- apenas após o apito final na capital do Mato Grosso.

Novamente, a esperança de gols da Colômbia é o meia James Rodríguez, eleito o melhor em campo nas vitórias sobre Grécia (3 a 0) e Costa do Marfim (2 a 1). Ele conta novamente com o apoio da torcida para brilhar em gramados brasileiros.

"É incrível. Ter este apoio extraordinário nos dá uma força extra durante os jogos. Estamos no Brasil, mas é como se jogássemos sempre em casa. Com uma torcida assim, podemos chegar longe", declarou.

Se a situação da Colômbia é tranquila, a do Japão é extremamente complicada. Com derrota para a Costa do Marfim na estreia (2 a 1) e um empate sem gols com a Grécia, o time asiático precisa vencer os sul-americanos e ainda torcer por uma improvável vitória grega sobre os africanos também nesta terça, às 17h, no Castelão.

"Vamos concentrados e focados para vencer a Colômbia, que é um adversário muito complicado. Depois vamos pensar no que acontece", admitiu o meia Honda, autor do único gol japonês no Mundial até aqui.

JAPÃO Kawashima; Uchida, Yoshida, Konno e Nagatomo; Yamaguchi e Hasebe; Okazaki, Honda e Okubo; Osako. T.: Alberto Zaccheroni

COLÔMBIA Ospina; Zuñiga, Zapata, Yepes e Armero; Aguilar, Sanchez, Cuadrado e J. Rodríguez; Gutiérrez e Ibarbo. T.: Jose Pekerman Estádio: Arena Pantanal, em Cuiabá Horário: 17h Árbitro: Pedro Proença (Portugal)