Jovem é morto a facada, por engano, ao separar briga em festa junina

Idoso, suspeito do crime, teria sido agredido por marido de sobrinha, que não gostou de ver os dois se abraçando; homem tentou dançar com parente, mas foi impedido e insultado pelo companheiro dela

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Uma festa junina terminou com um jovem, de 18 anos, esfaqueado e morto por engano, nesse domingo (22), no distrito de Santo Antônio da Fortaleza, na zona rural de Ferros, na região Central de Minas Gerais. A vítima teria tentado separar uma briga e acabou sendo atingida por um idoso, com um golpe de faca.

José Rodrigues de Matos, 64, contou à Polícia Militar (PM) que estava dançando na festa junina e que ao tentar ter uma sobrinha como parceira de dança, o marido dela não teria gostado da atitude de Matos e o teria insultado.

Matos, então, teria deixado o ambiente da festa e acabou encontrando novamente com a sobrinha. Os dois se abraçaram e o companheiro da moça viu a cena. Enciumado, o homem tentou agredir Matos, que para se defender, tirou uma faca da cintura.

Nesse momento, Marcos Vinícius de Souza Soares segurou Matos pelas costas, para que ele não atingisse ninguém, mas com o movimento do homem para se desvencilhar, acabou sendo atingido pela faca nas costas. Soares chegou a ser socorrido, mas já chegou ao hospital sem vida.

Um detetive da Polícia Civil, que estava na festa, deteve Matos até a chegada da PM. Como meio de se explicar, Matos garantiu que não conhecia a vítima e que tudo não passou de um acidente, já que teria usado a faca apenas para se defender das agressões do marido da sobrinha.

Matos confirmou à PM ter ingerido bebida alcoólica antes da briga. Ele foi encaminhado para delegacia junto com a faca utilizada no crime. O companheiro da sobrinha não foi encontrado.

Leia tudo sobre: festa juninafacadaenganosobrinhaciúmes