Técnico mostra pequena esperança em contar com Eto'o contra o Brasil

Técnico Volker Finke espera "milagre" pela recuperação do atacante, que sofre com lesão no joelho direito

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES E FELIPE RIBEIRO |

ESPORTES - BRASILIA DF - BRASIL - 22.6.2014 - COPA DO MUNDO FIFA 2014 - Treino da selecao de Camaroes no Estadio Nacional de Brasilia, em Brasilia DF. Na foto, Volker Finke.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
douglas magno
ESPORTES - BRASILIA DF - BRASIL - 22.6.2014 - COPA DO MUNDO FIFA 2014 - Treino da selecao de Camaroes no Estadio Nacional de Brasilia, em Brasilia DF. Na foto, Volker Finke. Foto: Douglas Magno / O Tempo

BRASÍLIA. A situação de Camarões nesta Copa do Mundo não é nada boa. Além da eliminação precoce antes mesmo do fim da primeira fase, o time africano, que tenta terminar o Mundial de forma digna, corre sérios riscos de não contar com sua principal estrela diante do Brasil. 

O técnico alemão Volker Finke, comandante dos Leões, admitiu neste domingo, em entrevista coletiva no estádio Nacional, em Brasília, que o atacante Samuel Eto'o não tem escalação certa contra a seleção brasileira. O avante do Chelsea (ING), que não foi aproveitado na derrota por 4 a 0 diante da Croácia - ficou no banco de reservas -, sofre com uma lesão no joelho direito. Problema detectado antes mesmo do início da Copa. 

“Para o jogo contra o Brasil a presença do Eto'o é incerta. Quem sabe ele jogue por alguns minutos. Começar como titular, acredito que não", comentou.

Para Volker Finke seria um sonho contar com Eto'o. No entanto, o treinador mantém os pés no chão e admite que seria muito complicado contar com o grande astro camaronês.

"Pode ser que não haja milagre durante a noite. Quem sabe ele (Eto'o) nos ajude durante alguns minutos. Talvez ele jogue, talvez não. Não temos essa certeza", explicou. 

Eto'o até deu sinais de melhora. No embarque para Brasília, o centroavante deixou Vitória sem o uso de proteção no joelho. Entretanto, o condicionamento físico do atleta é também problema. Desde o dia 13 de junho, data da estreia contra o México, o camaronês não trabalha com bola.

Eto'o ficou fora de todos os treinamentos realizados no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, localizado na Região Metropolitana de Vitória, no Espírito Santo. Nos últimos dias, entretanto, fez atividades direcionadas para o fortalecimento do local lesionado. 

"A situação do Samuel Eto'o é a mesma que tivemos antes da partida contra a Croácia. Ele faz o trabalho individual, não treinou com o grupo, mas segue desempenhando seu papel como capitão. Ele ajuda a mobilizar o espírito da equipe e isso é fundamental", disse Finke.