Fifa impede seleções de reconhecer gramado de estádio de Curitiba

Espanha e Austrália não poderão pisar na Arena da Baixada antes do jogo desta segunda-feira (23)

iG Minas Gerais | Da redação |

Arena da Baixada se prepara para receber três partidas da Copa do Mundo de 2014
PÁGINA OFICIAL/FACEBOOK
Arena da Baixada se prepara para receber três partidas da Copa do Mundo de 2014

Pela segunda vez neste Mundial, duas seleções deixaram de fazer o treino de reconhecimento em um estádio, na véspera do jogo, para poupar o gramado. Espanha e Austrália, que jogarão nesta segunda (23) em Curitiba, não usaram a Arena da Baixada. A pedido da Fifa, fizeram seus treinos deste domingo (22) no CT do Caju e no estádio Couto Pereira. O mesmo havia acontecido na última sexta-feira (20) no Mineirão. Argentina e Irã foram impedidos de treinar no estádio para preservar o gramado.

Reinaugurado em maio, o estádio de Curitiba já recebeu dois jogos da Copa: Irã x Nigéria e Honduras x Equador. Além do jogo entre Espanha e Austrália nesta segunda, receberá mais um, na quinta-feira (26), entre Rússia e Argélia. O atual gramado foi instalado em abril. Equipamentos de iluminação artificial foram usados no mês anterior ao Mundial para reforçar seu crescimento, mas o frio e a falta de sol na capital paranaense prejudicaram a condição do campo.

Por causa da cobertura da Arena, o estádio de Curitiba, bastante fechado, é considerado "o mais difícil" da Copa em termos de gramado. Na última partida na Arena, realizada na sexta-feira (20), tufos de grama se soltavam a cada dividida entre os jogadores. Funcionários reparavam os buracos no intervalo. A Fifa minimizou a decisão de poupar o gramado. Em entrevista na semana passada, o porta-voz da entidade, Delia Fischer, disse que isso já aconteceu antes, em outras Copas. "Sempre que detectarmos essa necessidade, vamos proibir o treino de reconhecimento de gramado. Não tem problema nenhum", declarou Fischer.

Leia tudo sobre: Arena da BaixadaCuritibaimpedimento