Sem vaga antecipada, Brasil precisa vencer Camarões

A vitória da seleção canarinho é necessária para garantir o primeiro lugar e escapar de um possível confronto contra a Holanda nas oitavas

iG Minas Gerais | Da redação |

Hulk é a força do atacante do Brasil
Alexandre Loureiro/Vipcomm
Hulk é a força do atacante do Brasil

O empate sem gols contra o México, em Fortaleza, deixou o Brasil pressionado para o confronto contra a eliminada equipe de Camarões nesta segunda (23), às 17h, no Mané Garrincha, em Brasília, pela última rodada do Grupo A. Um empate classifica a seleção, mas pode deixar os donos da casa na incômoda segunda posição da chave.

Com a vitória por 3 a 1 sobre a Croácia na estreia, o Brasil lidera o grupo com a mesma pontuação do México, mas com maior saldo de gols (2 a 1). Para garantir o primeiro lugar e escapar de um possível confronto contra a Holanda nas oitavas, a seleção precisa vencer Camarões pela mesma diferença de gols de uma eventual vitória do México sobre a Croácia, também às 17h, no Recife.

Se o Brasil empatar com Camarões, o vencedor do duelo na Arena Pernambuco ficará com o primeiro lugar da chave -na segunda rodada, a Croácia venceu os africanos por 4 a 0, em Manaus, e ainda sonham com uma vaga na fase eliminatória.

Neste sábado (21), antes da viagem para Brasília, o técnico Luiz Felipe Scolari comandou o último coletivo na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). A novidade foi o retorno do meia-atacante Hulk ao time titular - contra o México, o paraibano acabou barrado para a entrada de Ramires. Antes de terminar o treinamento, David Luiz, Oscar, Willian, Hernanes, Marcelo, Daniel Alves e Neymar realizaram cobranças de faltas frontais, direto para o gol, com barreira. Victor, Júlio César e Jefferson se revezavam no gol.

Na noite deste domingo (22), a seleção deverá fazer um treino de reconhecimento do gramado do Mané Garrincha. A tendência é que Felipão não faça nenhuma mudança e retome a formação vitoriosa da estreia em São Paulo.

Do lado camaronês, os jogadores tentam se despedir do Brasil com uma boa apresentação, já que ainda não balançaram as redes em solo brasileiro. "É uma questão de orgulho, como africano e como camaronês', disse o meia Mbia ao site da Fifa. 'Precisamos melhorar a nossa imagem e não fazer como em 2010, quando terminamos sem nenhum ponto.' Em recuperação de uma lesão, o centroavante Eto'o ainda não sabe se estará em campo na capital federal.

CAMARÕES

Ndjock; Itandje, Nyom, N'Koulou, Matip e Bédimo; Enoh, Nguemo e Mbia; Moukandjo, Aboubakar (Eto'o) e Choupo-Moting. T.: Volker Finke  

BRASIL

Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho e Luiz Gustavo; Hulk, Neymar e Oscar; Fred. T.: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília Horário: 17h Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)

Leia tudo sobre: Seleção brasileiraCamarõesvitória