Bélgica derrota Rússia com gol no fim e se classifica para as oitavas

Vitória magra garantiu a classificação dos Diabos Vermelhos no Grupo H

iG Minas Gerais | Folha Press |

Cotada para ser a surpresa desta Copa do Mundo, a Bélgica mais uma vez ganhou decepcionando. Os Diabos Vermelhos venceram a Rússia neste domingo (22), no Maracanã, por 1 a 0, em partida sofrível, que recebeu protestos da torcida. A vitória magra garantiu a classificação da equipe no Grupo H.

A Bélgica, e principalmente o meia Hazard, sua principal estrela, precisaram jogar bem apenas nos minutos finais para superar a zaga russa. E só mostraram o motivo de tamanha expectativa sobre a equipe nos últimos sete minutos de partida.

A equipe só acordou após os gritos de "Ão, ão, ão, segunda divisão" e "Vergonha, time sem vergonha", entoados pelo público brasileiro, revoltados com a apresentação das equipes. Até aquele momento, 39 minutos do segundo tempo, Bélgica e Rússia protagonizavam um jogo com inúmeros passes errados, pouco poder ofensivo e chutes despretensiosos.

Apesar dos gritos em português, o time pareceu ter entendido o recado. Após os protestos, a equipe acordou. Hazard fez três belas jogadas pela esquerda. Numa delas, aos 41 minutos, saiu o gol do atacante Origi. Com o resultado, a Bélgica chegou aos 6 pontos e garantiu a classificação. A Rússia tem dois pontos e decide a classificação na partida contra a Argélia, na próxima quinta-feira (26), em Curitiba.

O JOGO A seleção belga começou a partida com grande posse de bola, mas sem chegar com perigo ao ataque. As trocas de passes se concentravam no meio-campo, sem conseguir atravessar a defesa russa, bem posicionada.

O primeiro chute com algum perigo ocorreu apenas aos 12 minutos, num ataque da Rússia. Após boa troca de passes em frente à área, o meia Fayzulin levou perigo. O goleiro Courtois jogou a bola para escanteio.

Após a tentativa russa, a Bélgica conseguiu responder com uma boa arrancada de De Bruyne. A jogada, porém, não levou perigo de gol, porque o meia Mertens cruzou errado. O camisa 14 belga foi a principal opção de ataque da Bélgica, que pouco acionou a estrela da equipe, o meia Hazard. Mertens foi o responsável pelas principais jogadas de ataque. Ele chutou com perigo aos 19 e 21 minutos.

As poucas vezes em que chegou ao ataque, a Rússia levou perigo com os chutes de Fayzulin, que deu sustos em Courtois aos 30 e 43 minutos.

No fim do primeiro tempo a Rússia perdeu oportunidade clara em cabeçada de Kokorin. Ele recebeu um cruzamento livre na entrada da pequena área, mas cabeceou para fora. A Rússia voltou com mais vontade do intervalo, com mais presença no ataque. As jogadas, contudo, não resultaram em perigo claro de gol.

Aos 23 minutos de jogo, as vaias esparsas se concentraram pela primeira vez. A torcida brasileira gritou "Ão, ão, ão, segunda divisão" após mais um passe errado, dessa vez da equipe russa. Aos 36 minutos, após uma série de jogadas erradas, a paciência se esgotou, com gritos de "Vergonha, time sem vergonha".

Os gritos acordaram o time belga. A primeira jogada de perigo foi a cobrança de falta do atacante Mirallas, que acertou a trave direita do goleiro Akinfeev. Depois, Hazard resolveu aparecer. Na sua primeira jogada perigosa, ele girou em frente à zaga russa - em sua jogada característica - e chutou com perigo.

Na segunda, ele driblou a marcação russa perto da linha de fundo e rolou a bola para Origi chutar forte para o gol.

BÉLGICA Courtois; Alderweireld, Kompany, Van Buyten e Vermaelen (Vertonghen); Witsel, Fellaini, Mertens (Mirallas), De Bruyne e Hazard; Lukaku (Origi). T.: Marc Wilmots

RÚSSIA Akinfeev; Kozlov (Eschenko), Berezutski, Ignashevich e Kombarov; Glushakov, Shatov (Dzagoev), Fayzulin, Samedov e Kakunnikov; Kokorin. T.: Fabio Capello

Estádio: Maracanã, no Rio Árbitro: Felix Brych (Alemanha) Gol: Origi, aos 43 minutos do 2º tempo Cartões amarelos: Glushakov (R); Witsel e Alderweireld (B)

Leia tudo sobre: BélgicaRússiaCopaCopa do Mundo