Parreira: "Espero que os meias voltem a atuar como nas Confederações"

iG Minas Gerais | Folha Press |

Carlos Alberto Parreira demonstrou otimismo em desempenho da seleção brasileira na Copa
Ricardo Ribeiro/VIPCOMM
Carlos Alberto Parreira demonstrou otimismo em desempenho da seleção brasileira na Copa

O coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, disse neste domingo (22) que espera um melhor rendimento do meio de campo da equipe para o próximo jogo na Copa do Mundo, na segunda-feira (23), contra Camarões, em Brasília.

O treinador citou o trabalho feito na Copa das Confederações, no meio do ano passado, como modelo para a atual competição. No torneio disputado em 2013, a seleção foi campeã ao bater a Espanha na final.

"O importante é dar confiança a esses jogadores [do meio de campo. Queremos que voltem a jogar o que jogaram na Copa das Confederações. A gente espera que o meio de campo volte a jogar daquele nível", disse Parreira em entrevista ao programa "Esporte Espetacular", da TV Globo.

No primeiro jogo, contra Croácia, Felipão escalou Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar no meio-campo. Na segunda partida, contra o México, Ramires entrou na vaga de Hulk para ocupar uma vaga no setor. Parreira fez elogios, sobretudo, a Luiz Gustavo.

"O futebol brasileiro não pode prescindir de um volante. Ele [Luiz Gustavo] é um ponto de equilíbrio. É um jogador fundamental. Foi uma aposta do Felipão. Foi criticado, mas está provando e vai ser importantíssimo até o final", afirmou Parreira, que espera por uma evolução do time.

"É importante que a seleção cresça ao longo da competição. Eu tenho certeza que o time tanto técnica, como tática e fisicamente, vai crescer ao longo do torneio", afirmou.

Já sobre o atacante Fred, que passou em branco nos dois primeiros jogos do Mundial, Parreira disse confiar no jogador. "Ele [Fred] é o homem de definição e tem a confiança do treinador e de toda a equipe".

Leia tudo sobre: Parreiraseleção brasileirameio-campoevoluçãoCamarões